LIFTING DA FACE E DO PESCOÇO

lift

A elevação dos tecidos é feita através do reposicionamento de estruturas profundas da face associado a ressecção da pele excedente.

O lifting facial trata a ptose (queda / flacidez) e atrofia dos tecidos faciais. É o tratamento com maiores benefícios para os pacientes a partir dos 40 anos que desejam tratar as alterações faciais do envelhecimento.

O objetivo é o rejuvenescimento da face sem estigma, resgatando o contorno mandibular, removendo a papada, amenizando sulcos e rugas profundas, recuperando ar alegre e jovial.

Isso, sempre deixando as cicatrizes o mais imperceptível e em local mais escondido possível.

PÁLPEBRAS

palpebras

A região peri-orbital e palpebral é ponto de foco na análise do envelhecimento da porção média e superior da face.  O excesso de pele é mais comumente notado nas pálpebras superiores, o que, em graus extremos, pode comprometer o campo visual. A herniação das bolsas de gordura peri-orbitais confere olhar cansado, e consequentemente envelhecido.

A flacidez da pele se dá principalmente a partir dos 40 anos, e pode ou não estar associada ao prolapso de bolsa de gordura.

A blefaroplastia é a cirurgia que contribui para rejuvenescimento órbito-palpebral, corrigindo alterações estético-funcionais das pálpebras.

NARIZ

nariz

Faces mais atraentes apresentam em comum certas relações e proporções. A análise inicial da cirurgia estético-funcional do nariz se baseia em grande parte nestas relações e proporções.

A cirurgia estética do nariz tem como preocupação a forma, mas de uma maneira que não atrapalhe, ou ainda, que auxilie na sua função.

Uma série de queixas estão comumente associadas ao nariz, entre estas as mais frequentes são: a ponta nasal (baixa, pouco projetada/empinada; ou grossa e bulbosa, ou ainda desviada lateralmente); giba ósteo-cartilaginosa (deformidade no dorso, principalmente na transiçãoo ósteo-cartilaginosa que forma uma giba, uma “calosidade”); dorso largo, com pouca definição que dá aspecto mais grosseiro ao nariz.

Seria muito simples se fossem só essas alterações, mas a partir destas, muitas outras surgem associadas.

O objetivo da rinoplastia é oferecer maior harmonia ao nariz, parte central, com todo o resto da face, preservando principalmente sua função.

É através de alterações anatômicas nas cartilagens e nos ossos nasais, o arcabouço, que são obtidas as modificações necessárias. Trata-se de uma cirurgia de detalhes.

O pós-operatório de rinoplastia é muito pouco doloroso, porém o curativo é realizado por cerca de 7 dias.

ORELHAS DE ABANO

orelhas

Orelhas em abano representam a deformidade mais frequente da região da cabeça e pescoço, presente em cerca de 5% das crianças.

São aquelas orelhas que se projetam para fora o suficiente para parecerem anormais. É uma má formção congênita do pavilhão auricular, e que pode acarretar importantes distúrbios psicossociais.

A cirurgia tem como objetivos recuperar a autoestima, a autoconfiança e a melhora nas relações sociais através da melhor adequação anatômica e da recuperação da harmonia

na relação da orelha com as demais estruturas da face, sem sinal de intervenção cirúrgica. Indica-se a otoplastia, cirurgia para correção da orelha de abano, a partir dos 4 a 5 anos de idade.

A cirurgia é realizada sob anestesia geral nas crianças, e pode ser realizada com anestesia local, com ou sem sedação, em adultos. Trata-se de um dos procedimentos mais gratificantes na cirurgia plástica e com baixos índices de complicações.

As técnicas para o tratamento abordam principalmente o arcabouço auricular cartilaginoso.