ABDOMINOPLASTIA / DERMOLIPECTOMIA

abdominoplastia

A flacidez abdominal é queixa frequente no consultório principalmente após gestações ou alterações de peso significativas. Com o aumento do volume e da pressão intra-abdominal, é comum o afastamento dos músculos retos do abdome e a distensão das estruturas de contenção da parede abdominal, o que resulta no abaulamento abdominal.

 A abdominoplastia tem como objetivo a retirada da pele / gordura excedente (flácida) e restaurar o tônus músculo-aponeurótico  pelo reposicionamento da musculatura abdominal.

Algumas vezes é necessário a associação de lipoaspiração pequena para conferir melhor contorno corporal.

LIPOASPIRAÇÃO E LIPOESCULTURA

lipo

A lipoaspiração recebe uma infinidade de outros nomes que tentam vender/passar a idéia de algo novo, revolucionário, moderno, pouco invasivo.

Tudo isso geralmente é perigoso, e está relacionado a tentativa de banalizar o procedimento. Na verdade, a cirurgia é realizada através da aspiração cirúrgica de gordura do plano subcutâneo que deixa o contorno corporal mais harmônico e desejável.

É o procedimento estético mais realizado no Brasil e no Mundo, ficando a frente até mesmo de implantes de silicone nas mamas.

Embora não seja tecnicamente um procedimento difícil, uma série de detalhes devem ser lembrados, e uma série de cuidados devem ser tomados.

A escolha do profissional e do local mais adequado para realizar o procedimento, o tipo de anestesia, orientações pré-operatórias, intra e pós-operatórias, etc, podem ser decisivos no resultado e na segurança do procedimento.

 A aspiração de gordura se faz através de cânulas rombas ligadas a algum sistema de pressão negativa.

As áreas do corpo passíveis de lipoaspiração são principalmente: pescoço, axila/mama, abdome, flancos, dorso, face interna de coxas, culotes, joelhos, braços, etc.

A lipoescultura é a técnica que permite a lipoaspiração da gordura localizada e sua utilização (a gordura aspirada é utilizada) para o aumento do volume de locais estratégicos, como por exemplo a região glútea.

A manutenção de um peso estável e a prática de dieta e exercícios regulares é importante para quem quer se candidatar a uma lipo. A lipoaspiração não deve ser feita para o tratamento de obesidade.

MINI-ABDOME

A flacidez abdominal é queixa frequente no consultório principalmente após gestações ou alterações de peso significativas.

O mini-abdome é técnica alternativa a abdominoplastia, para casos onde não há flacidez abundante, porém é suficiente para incomodar e prejudicar o contorno corporal.

 Com cicatrizes geralmente menores que a abdominoplastia, normalmente um pouco maiores que uma cicatriz de cesárea.

Muito boa indicação em associação com lipoaspiração, principalmente em pacientes que já tem filhos e queixam-se de flacidez infra-umbelical e gordura localizada.

ABDOMINOPLASTIA PÓS-BARIÁTRICA

Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele e gordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal, que varia de acordo com o volume do abdome de cada paciente. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o abdome mantenha com o restante do tronco e os membros.

Assim é que a maioria das mulheres apresentam certa “flacidez” do abdome após 1 ou vários partos, ou após grandes perdas ponderais (principalmente após cirurgias bariátricas), com predominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada na região – o que muitos chamam abdome em avental ou “pelancas”.

Em casos em que o paciente está com o peso acima do normal, o resultado também será compensatório e proporcional ao restante do corpo; entretanto, vale a pena lembrar que “excesso de gordura” em outras regiões vizinhas do abdome ainda existirão, o que nos leva a aconselhar àquelas que assim se apresentem a prosseguir com um tratamento clínico ou fisioterápico, para equilibrar as diversas partes entre si.